Paula Lemos agradece CPFL por investimentos de R$ 6,5 milhões em projetos de eficiência energética em instituições de saúde de Barretos

Parceria entre a empresa privada e a Fundação Pio XII vai reduzir o valor das contas de energia elétrica dos hospitais barretenses

03/05/2021 às 16:58:30 | Por: Comunicação Prefeitura de Barretos

(André Monteiro)

A prefeita de Barretos, Paula Lemos, participou na manhã desta segunda-feira, dia 3 de maio/21, de um evento híbrido (presencial e on-line) em comemoração à conclusão dos Projetos de Eficiência Energética do Hospital do Amor, da Santa Casa de Misericórdia e do Hospital São Judas Tadeu de Barretos, o que totalizou um investimento de R$ 6,5 milhões pela CPFL Paulista.



Na ocasião, a prefeita agradeceu à empresa pela grande economia que essa iniciativa vai gerar para os hospitais da cidade. "Precisamos cada vez mais de investimentos na área da saúde e só conseguiremos isso junto da iniciativa privada.


Agradeço a CPFL Paulista por ser essa parceira tão importante para a nossa cidade", comentou a prefeita Paula Lemos.
O evento contou com a participação virtual do presidente da CPFL, Roberto Sartori, que ressaltou que a empresa investirá R$ 150 milhões até o final de 2022 em projetos como esse em várias cidades. "É um benefício grande para a sociedade", cravou.



Esteve presente o deputado federal Geninho Zuliani (DEM), que parabenizou a empresa e comentou que os investimentos da iniciativa privada são fundamentais para que as instituições de saúde atendam bem a todos que precisam da saúde pública. "Sabemos que precisamos fazer uma reengenharia financeira para que os hospitais sigam funcionando, então fico muito feliz quando vejo um trabalho tão importante quanto esse da CPFL", destacou.



O evento teve como anfitrião o presidente da Fundação Pio XII, Henrique Prata. Ele destacou a dificuldade que a saúde pública do País passa há décadas, mas salientou que hoje foi um dia de comemoração. "Juntos, iniciativa privada e poder público, temos que achar soluções para financiar o serviço de saúde público", pontuou. "A CPFL está investindo no lugar correto".



Além dessas autoridades, o encontro híbrido (presencial e online) contou com a presença dos vereadores: o presidente Paulo Correa (PL), Gabriel Uchida (DEM), Raphael Silverio (PSDB), Raphael de Oliveira (PRTB), Professor Adílson (PL), Carlão do Basquete (PSD), Chafei Amsei (MDB), Eduardo do Mercado (REP), Fabrício Lemos (PSL), Nestor Leonel (DEM), Lupa (PRTB), Vagner Chiapeti (Republicanos) e Juninho Bandeira (PL).



Também participaram os secretários municipais de Habitação, Célia Rodrigues; de Cultura, Rogério Teodósio; de Agricultura e Meio Ambiente, José Falleiros de Almeida Filho; e de Relações Institucionais e de Comunicação, Danilo Nunes. Em destaque esteve Kleber Rosa, o secretário municipal de Saúde. "Os hospitais de Barretos são fundamentais para toda a região", destacou. Também esteve presente o ex-prefeito de Bebedouro Fernando Galvão.

Programa CPFL nos Hospitais
Com investimento total de R$ 6,5 milhões realizado pela CPFL, foram implantadas cerca de 19.600 lâmpadas com tecnologia LED, 7 usinas solares fotovoltaicas no Hospital de Amor, na Santa Casa de Misericórdia e no Hospital São Judas Tadeu de Barretos, que somadas possuem potência de 724 kWp e 2 novos chillers no sistema de climatização.



Inseridos no Programa CPFL nos Hospitais, os projetos impactam positivamente na comunidade local e de cidades próximas. No Hospital de Amor, especializado em tratamentos contra o câncer, foram investidos R$ 5,8 milhões que contemplam a substituição de 16.243 lâmpadas por LED, a instalação de 5 usinas fotovoltaicas com potência de 570 kWp e a substituição de 2 chillers, que irão proporcionar uma redução de 3.378,6 MWh por ano, consumo equivalente ao de 1.429 residências ao ano. Foram beneficiados os pavilhões Principal, Infantil, Captação, IRCAD e Ivete Sangalo. As melhorias ainda evitarão a emissão de 208 toneladas de CO2 na atmosfera – o mesmo que o plantio de 1.251 novas árvores.



Já para o Hospital São Judas Tadeu, o aporte de R$ 128 mil na instalação da usina solar fotovoltaica com potência de 31,2 kWp vai possibilitar uma redução de cerca de 45,5 MWh ao ano, consumo equivalente ao de 19 residências por ano. A obra ainda evitará a emissão de 2,81 toneladas de CO2 na atmosfera – o mesmo que o plantio de 17 novas árvores.



Na Santa Casa de Misericórdia de Barretos, o projeto de R$ 503 mil contou com a troca de 3.370 lâmpadas convencionais por tecnologia LED e uma usina solar fotovoltaica de 122,8 kWp de potência. O investimento gerará uma economia de 166,8 MWh ao ano, consumo equivalente ao de 70 residências por ano, à instituição. A obra ainda evitará a emissão de 13 toneladas de CO2 na atmosfera – o mesmo que o plantio de 75 novas árvores.



A ação faz parte do compromisso da CPFL Energia com sustentabilidade por meio de investimentos, em todas as empresas do grupo, para viabilizar a transformação do setor de energia no Brasil e reduzir os impactos gerados pela natureza do seu negócio. Até 2024, o grupo tem previsão de aplicar mais de R$ 1,8 bilhão para impulsionar a transição para uma forma mais sustentável e inteligente de produzir e consumir energia, maximizando impactos positivos na comunidade e na cadeia de valor.

assimp – RE 327/21 – 03 de maio
Redator: Tom Oliveira

Compartilhe com Seus Amigos