Pacientes com síndrome gripal passam a ser acompanhados pelo telemonitoramento da Prefeitura de Barretos

26/05/2020 às 17:51:02 | Por: Assessoria de Comunicação

(Divulgação )

Todos os pacientes com síndrome gripal que passaram em consulta na rede de atenção à saúde pública e privada de Barretos serão acompanhados por um sistema de telemonitoramento, por meio de um software que irá auxiliar no acompanhamento em tempo real. O projeto foi desenvolvido e está sendo implantado numa parceria da Prefeitura de Barretos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, com a Facisb - Faculdade de Medicina, com apoio da Kidopi e Fundação Lemann.


Até então esse monitoramento vinha sendo realizado pelos profissionais da Estratégia Saúde da Família e equipe da Central de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde. A cada 24 horas essa equipe entra em contato com o paciente para saber como está a condição de saúde, se houve piora dos sintomas ou se tem critério para realização do teste rápido de Covid-19.


Com a implantação, nesta semana, do telemonitoramento o fluxo inicia pelas notificações de síndrome gripal com a informação centralizada na Vigilância Epidemiológica de Barretos, logo após os pacientes são telemonitorados em casa pelo CleverCare, ferramenta digital eleita pela ONU como o melhor software de telemonitoramento do Brasil, no WSA - Words Summit Awards.


Todos os pacientes são contatados via telefone e na ligação são apresentados ao sistema, e as informações sobre sua condição clínica e de moradia são coletadas, a partir daí, o paciente entra em um protocolo diário de acompanhamento domiciliar por SMS, totalmente gratuito, reforçando as recomendações de promoção de saúde e avaliação dos sintomas, com objetivo de identificar quaisquer intercorrências.


Caso alguma alteração seja observada, como por exemplo não responder o SMS por 24 horas, ou responder informando piora dos sintomas, um alerta será direcionado à central de cuidados onde médicos e alunos do último ano de medicina da FACISB entrarão em contato diretamente com o paciente.


O telemonitoramento agiliza o acompanhamento, mas o atendimento continua seguindo o protocolo nacional, que já está implantado nas unidades básicas, e que determina que a partir do sétimo dia de acompanhamento, o paciente é contatado por telemedicina, com avaliação geral da saúde e verificação de melhora dos sintomas gripais. Caso os sintomas persistam, no nono dia o paciente é agendado para testagem e, caso o teste seja negativo ele recebe alta do telemonitoramento, caso seja positivo permanece em isolamento até completar o ciclo de 14 dias da doença, conforme recomendação da Organização Mundial de Saúde.

Compartilhe com Seus Amigos